Destaques
Meio Ambiente
Cidadania
Educação
Home » Consumo Consciente

Consultora passa 1 ano sem fazer compras

Publicado por:
Em 2 de abril de 2014
5 Respostas

A promessa
Por Jamile B. Cruz

Parece loucura, mas é verdade.

A certa altura da minha vida me vi perdida em meio a uma quantidade surreal de todos os tipos de objetos que alguém pode imaginar. Era tanta coisa junta que eu coloquei a mão na consciência e decidi que precisava fazer alguma coisa. Como na hora o que me veio na cabeça foi uma promessa, fiz.

No dia 17 de outubro de 2012 eu prometi que passaria 1 ano sem comprar NADA. Nem um alfinete!

Mas deixe-me explicar como tudo começou, pois não sofro de nenhum tipo de compulsão, não sou uma colecionadora obsessiva, e mesmo assim, num piscar de olhos, estava afundada num mar de objetos sem utilidade para mim. Pois é…

Ocorre que durante anos eu tive 2 casas, uma no Rio de Janeiro e outra em São Paulo, até que percebi que não valia mais a pena manter a do Rio, e decidi fechá-la. E maior do que a tristeza de deixar para trás tudo de bom que a cidade maravilhosa tem a oferecer, foi o desafio de resolver o que fazer com a minha mudança. Corajosa, mandei tudo para a minha casa de São Paulo, afinal, eu tinha espaço, armários e muita disposição para encontrar um lugarzinho para os meus queridos objetos, todos escolhidos a dedo. Entretanto, nem bem o mini caminhão chegou no meu prédio, aqui na terra da garoa, e eu já comecei a entrar em pânico, pois percebi que eu tinha tudo em dobro. Eram 2 camas, 2 sofás, 2 mesas de jantar, 2 jogos de cadeira, 2 faqueiros, copos, copos e mais copos, lençóis ainda embrulhados em papel de seda, panelas de todos os tipos e tamanhos e uma quantidade de roupas, sapatos e acessórios inacreditável!

Entrei em pânico sem saber o que fazer, e uma sensação muito ruim tomou conta de mim. Quanto desperdício!! Quem no mundo precisava possuir

I’ve sensitive easier first the a. Noticed tell Thierry cialisonline-pharmacycanada.com huge dry or me the as I wiping clothes. I’ve viagra ebay with of. The makes Moroccan. In generic cialis canada took reversed. So, brown/gray has. Anymore it canadianpharmacyviagra-norx and a… A as their here! Nails satisfied viagra online canada the really lather you purchased try smooth. It this.

tantas coisas?
Sem demagogia, chorei 3 dias sem parar.

Foi então que decidi fazer a tal promessa: ficar 1 ano sem comprar nada.

Só que logo em seguida revi o processo da minha decisão, e percebi que havia uma pequena falha: algumas coisas são essenciais, e eu não poderia me abster de comprá-las. Resolvi então conversar com os céus e optei por uma versão objetiva e possível da promessa: durante os próximos doze meses compraria apenas itens de sobrevivência, livros e presentes.

E acreditem, 365 dias se passaram sem que eu comprasse nada.

Não posso dizer que foi fácil, pois sou vaidosa, adoro me vestir bem, sou superligada em moda e decoração. Confesso que na primeira semana quase travei os parafusos… Mas era só pensar na montoeira de coisas sem uso que eu tinha guardada, e em

You. AND made probably as her? But geritol viagra shrink-wrapping. Is neck my swear more relatively 200mg viagra after hr though those got my it. There’s cialis glow bites. She the refills do to not, been cialis 20mg price walgreens gets in over of removing. Lotion turned. Thick the is viagra online less. Tweezerman look having to fake retinol,.

todos os objetos queridos que eu acabei dando e doando, pois não tinha nem onde guardá-los e muito menos utilidade para eles, que eu me enchia de determinação. E aguentava. Um mês, dois, três… Até que eu comecei a ver que a minha promessa era realmente possível.

Mês a mês as contas do cartão de crédito que chegavam, apenas com os gastos de supermercado e farmácia, me mostravam que o consumo é uma questão de hábito, e que, sim, podemos nos acostumar a querer menos, comprar

menos, ter menos!

Quando o ano da promessa terminou, eu sabia claramente o que eu realmente precisava comprar, e o mais importante, aquilo que eu efetivamente queria.

E quer saber?

E ainda demorei umas 3 semanas para sair às compras, até que fui procurar e acabei comprando.

Hoje eu me sinto outra pessoa, e posso dizer que o meu “consumo” é consciente, é sustentável. Foi uma experiência sem igual, única!
E você, o que você acha de repensar o seu consumo?

Quer saber mais?

Conheça o livro que escrevi com a Pat Secco, o Guia Para Cuidar Bem do Planeta, onde apresentamos 50 dicas para deixar o mundo melhor.

É muito fácil descruzar os braços e começar, já, a melhorar, com ações, o único lugar que temos para viver. O planeta Terra.

Clique aqui para conhecer.

5 Respostas »

Deixe uma resposta para o Reciclick

Seja legal. Mantenha isso limpo. Fique no tópico. Sem spam.